Parras Wines
Select your language:
Seja Responsávelbeba com moderação
Possui idade legal para consumir
Bebidas Alcoólicas?
Sim
Não
A sua idade não permite aceder ao site devido a restrições legais

Xana. Um homem do vinho que sonha com cerveja

Aos cinco anos Luís Vieira caiu num depósito de vinho e quase que morreu afogado. Salvou­o- a rápida intervenção de um colaborador do avô. Não surpreende portanto que o vinho lhe esteja no sangue. É desde 2000 dono da Quinta do Gradil. “Mas se o meu mundo é o vinho a minha paixão é a cerveja”, diz Luís Vieira, administrador da Quinta do Gradil, ao Dinheiro Vivo. E assim nasce a cerveja artesanal Xana. A ideia começou a fermentar há um ano.”O nome surgiu de um brainstorming com os colaboradores, aliás como quase todos os nomes de vinhos que surgem na empresa”, conta Luís Vieira.”Sendo a Quinta do Gradil o projeto mais acarinhado da Parras Vinhos, fez todo o sentido ligar a Xana à Quinta. Contam­se histórias sobre a origem desta propriedade e uma delas é que em tempos seria uma casa de fim­de­semana do Marquês para onde vinha com as suas amigas especiais”, conta. “A Xana é isso mesmo, uma homenagem às lendas que se contam da Quinta do Gradil”, refere. Para produzir a cerveja Luís Vieira chamou o mestre cervejeiro Fernando Gonçalves, brew master da cerveja 8ª Colina. A cerveja, com 7,5% de teor alcoólico, inspira­se nas cervejas belgas de abadia tipo Belgian Dubbel. De cor acobreada, “tem aromas complexos onde se destacam os do malte e caramelo complementado com notas de frutos secos (alperce, ameixas)”, descrevem. Deve ser bebida a uma temperatura de 7º. Trata­se de uma pequena produção. “Inicialmente enchemos 2 mil unidades e já estão previstas mais 2 mil. O prazo de validade nestes produtos é reduzido pelo que para manter as boas características do produto optamos por pequenos enchimentos regulares.

É um produto mais seletivo – não é para massificar”, refere o produtor. A Xana está à venda num formato de 500 ml. “Na escolha da garrafa procurámos encontrar algo diferenciado do que se encontrava disponível no Mercado. Uma capacidade que achamos que permite a experimentação por exemplo por duas pessoas ou para quem já conhece possa saborear um pouco mais”, justifica. A cerveja está a ser comercializada de duas formas. Ou em pack de três cervejas ou de duas com oferta de um copo, ambos por 18,90 euros. “Sendo uma cerveja que posicionámos como premium dentro do segmento das cervejas artesanais, o nosso enfoque de distribuição passa pelo canal HORECA e por locais selecionados, nomeadamente locais que apelidamos como cultos de cerveja”, adianta Luís Vieira. “Sendo uma Produção limitada nunca teríamos capacidade para chegar a uma grande distribuição e não foi esse o intuito deste lançamento. É no canal tradicional que queremos estar mais próximo do apreciador deste tipo de produtos”, justifica. Xana está à venda online no site Mercearia em Casa, mas também em lojas de vinhos e gourmet, neste momento em cinco pontos de distribuição físicos. “A aceitação está a ser excelente e estamos a conquistar novos pontos de venda para a marca. Até porque a venda só é feita em formato de pack e com oferta de um copo personalizado”, adianta Luís Vieira. Há novas Xanas previstas para o futuro? “Para já esta cerveja surge de um sonho, de um gosto pessoal que se torna realidade. Por isso hoje é apenas isso. Nem a produção é muita, será mais para consume nesta estação, para amigos, para as visitas que vão à Quinta do Gradil. Para os amigos da casa. De resto está em mais alguns sítios e nas lojas do Grupo”, diz Luís Vieira

in: Dinheiro Vivo Online - 28-03-2016
Documentos